08/05/2018 às 20h22min - Atualizada em 08/05/2018 às 20h22min

Conheça o trabalho do escritor e artista plástico Donemense Joventino Rizzieri de 85 anos

Colunista Ananda Back

 

Aos poucos a tela branca vai ganhando cores e formas. As tintas que se misturam revelam o talento e o dom do artista plástico Joventino Rizzieri de 85 anos. Com muita concentração, Rizzieri presta atenção nos mínimos detalhes para nada dar errado. Em traços leves e cores vibrantes, o artista delineia diversos retratos.

Nascido em Içara - SC, aos 12 anos Joventino se mudou para a Localidade de Caminho Pinhal em Dona Emma - SC. A paixão por quadros e pela pintura surgiu ainda na juventude, aos 25 anos de idade. Na época, um pintor sacro esteve na região para fazer algumas pinturas na igreja ao lado da casa onde mora, e convidou-o para ajudar nos trabalhos. A partir disso, Rizzieri descobriu que tinha talento para a arte.

“O Pedro Cechet almoçava e pernoitava aqui em casa. Um dia ele perguntou se eu sabia como se desenhava uma pessoa. Eu não tinha nenhuma noção, mas ele me deu uma régua e um lápis com um pedaço de cartolina e explicou como deveria começar. Após fazer o desenho, observei que ele estava dando risadas, perguntei o motivo e em tom de brincadeira ele falou que o ajudante que trabalhava por cerca de cinco anos não fazia o que eu fiz”, disse o artista.

Depois do teste, Joventino recebeu um convite do famoso pintor sacro para trabalhar em Trombudo Central e com o consentimento dos pais passou alguns anos fazendo pinturas sacras. Quando Cechet ficou doente, Rizzieri voltou para o Caminho Pinhal e ficou por cerca de 20 anos sem pintar.

Ao voltar ao fazer o que gosta o pai de dois filhos e avô de três netos logo começou a retratar pessoas. O artista fez do antigo armazém da família, o atelier onde dedica grande parte do seu dia a pintura. O computador sempre fica ao lado do cavalete, Rizzieri pesquisa as imagens na internet e depois as reproduz em seus quadros.

O comerciante adora retratar personalidades, uma das curiosidades é que ele retratou todos os presidentes do Brasil, desde Marechal Deodoro da Fonseca a Michel Temer. São 33 telas que retratam todos que comandaram o Brasil desde a declaração da independência. Os Governadores de Santa Catarina, também não ficaram de fora e estão nas telas: Colombo Salles, Nereu Ramos, Espiridião Amim, Luiz Henrique e Raimundo Colombo.

Na coleção ele guarda, quadros de celebridades como Lady Di, de jogadores como Pelé e Garrincha. O artista reproduziu telas de alguns dos melhores pintores do mundo, como por exemplo, Leonardo Da Vinci, Cândido Portinari, Pablo Picasso, Michelangelo e retrato dos artistas que o inspiram. Joventino coleciona diversos quadros. São mais de 200 telas. A riquíssima coleção costuma ficar guardada, algumas foram vendidas para várias cidades do País.

De acordo com estudos, o desenho e a pintura atuam na coordenação motora das pessoas e também ajudam na capacidade de organização e servem como um recurso terapêutico, isso, aliados a outros tratamentos já realizados pelo idoso. Ainda conforme a pesquisa, durante a atividade da pintura os canais sensoriais também são ativados, ajudando a equilibrar as emoções e soltar a imaginação e a criatividade. “Pintar é uma terapia e pretendo continuar fazendo isso por muito tempo”, disse o artista.

Joventino já foi presidente da Câmara de Vereadores e vereador por duas vezes. Também foi condecorado com o título de Cidadão Donemense em reconhecimento pelos seus trabalhos como artista plástico, retratando com extrema habilidade, através das suas pinturas, personalidades da nossa história, divulgando assim o nome do Município no Estado.

Além da paixão por pinturas, Rizzieri adora escrever. O idoso já tem dois livros lançados, o primeiro foi em na década de 80, intitulado “Caminho Pinhal”, em que conta histórias e causos da comunidade que vive desde criança. 

O segundo livro do autor é “Uma vida escrita em versos”. Lançado em 2016, o idoso narra a vida dele em versos, ilustra com fotos marcantes da história, da cidade de Dona Emma e fotos de pinturas de óleo sobre tela. Ainda no ano de 2016, o idoso recebeu o título de imortal na Academia de Letras o Brasil Seccional Presidente Getúlio.

Veja as fotos de Joventino Rizzieri na galeria abaixo:

Link
Relacionadas »
Comentários »
Anuncie Aqui!
Marketing Digital e Alcance de Qualidade
Atualizações diárias